A ação Kill Bill  – XD+ #23

A ação Kill Bill – XD+ #23

Essa empresa que vamos falar nesse artigo é uma verdadeira assassina… de concorrência. Ao longo da sua história foram vários corpos de empresas de diversos segmentos que sucumbiram ao cruzar seu caminho. Essa ação é uma verdadeira Kill Bill do mercado recente.

A empresa possui hoje o melhor CEO do mercado de ações, as transformações que estão sendo feitas na empresa, mudando o navio completamente de rumo, é algo que poucos conseguiram fazer com sucesso ao longo da história. Se você quiser comprar a ação do melhor CEO da bolsa no momento não pode deixar de ler essa revista.

Ter a capacidade de se reinventar e se adaptar as mudanças do mercado é algo fundamental para que uma empresa possa crescer dividendos por longos anos, e essa nossa escolhida da revista tem conseguido fazer isso com maestria.

A novidade para esse artigo é que fizemos um VÍDEO de 1h e 48 minutos falando sobre o case de negócio da empresa, explicando tudo sobre a empresa e apresentando o melhor CEO da bolsa de valores americana. Passando alguns aspectos importantes da sua história, mostrando como a empresa está se comportando no momento e o que ela tem feito para abater a concorrência e buscar o crescimento constante. Falarei da minha visão sobre a empresa no futuro e como ela está se reinventando a cada momento e buscando mais diversificação em setores no qual ainda não tem forte presença.

Esses vídeos são conteúdos exclusivos para quem assina o XD+ que passará a ter comentários acerca das empresas que estarão em pauta nas revistas. Para quem já acessou e baixou a revista, verifique o artigo novamente e confira o vídeo que foi adicionado no final do exemplar online.

Saiu mais um artigo no Ex-Dividend, para quem é assinante acesse o XD para conferir.

 

Conheça o Ex-Dividend Plus

Saiba mais sobre o Ex-Dividend aqui e aqui.

ASSINE JÁ

Compras Junho 2018 – WMT – VTR – PK

Compras Junho 2018 – WMT – VTR – PK

Fizemos um aporte nas stocks, especificamente no Wal-Mart que vinha aumentando posição a um tempo, a ação estava bem judiada pelo mercado por conta da Amazon, e há uns anos atrás estava bem mais barato que hoje, quando resolvi dar um voto de confiança na administração e fui aumentando posição.

Passado alguns meses o resultado veio forte e consegui obter bons retornos no ativo. Daí o mercado deu uma recuada boa e ela sinalizou no meu DCF como uma opção interessante novamente, veja aqui qual o melhor método para fazer seus aportes na bolsa.

Cotação Wal-Mart - WMT
Cotação Wal-Mart – WMT

Depois de uma boa subida de +45% ela deu uma recuada de -21%, mas será que essa recuada foi justificada por algum problema no balanço? Vamos responder isso logo mais abaixo.

Nosso aporte do mês foi mais direcionado aos REIT, continuo ainda montando posição nos dois novos integrantes da carteira. O Park Hotels & Resorts havia recebido aportes mês passado e agora esse mês novamente, no entanto o APTS ficou de fora.

Também compramos o que considero o melhor REIT de saúde da bolsa, o Ventas tem posição garantida na minha carteira e estou muito feliz com seus resultados.

Ventas Inc – VTR

Já falei aqui antes e afirmo novamente que o VTR é o melhor REIT de saúde na bolsa. Por tudo que ele oferece, diversificação de inquilinos, imóveis, regiões, etc… O fundo realmente é um verdadeiro achado.

O FFO dele cresceu 2% para $1,05 em comparação com o mesmo período de 2017. Com uma receita apresentando um crescimento de +6,8% indo a $943 milhões, será que no próximo balanço do ano que vem passa para 1bi? Veremos…

Tivemos o acordo com a Brookdale, se você quiser saber mais sobre isso consulte nossa ultima edição no Ex-Dividend.

O fundo possui atualmente 1.049 imóveis na carteira, incluindo aí os +70 asilos que passou para o pessoal da Eclipse Sênior Living (“ESL”).

As estimativas de crescimento nesse ano estão em $3,99 a $4,07 de ganhos por ação o que apresenta um crescimento de 0,5% a 1,5% um leve aumento quando comparamos com a previsão do balanço anterior que estimava em $3,95 a $4,05.

Essa compra adiciona a minha carteira de dividendo o valor de $56,88 isso convertido pelo dólar de hoje teria um crescimento na minha renda de dividendos na faixa de R$215,27.

Park Hotels & Resorts Inc – PK

Jamais imaginaria que um REIT de hotelaria seria o mais rentável da minha carteira, isso só mostra o quão do pé a cabeça está o mercado de REITs. O fundo anunciou um crescimento da RevPar de 1,1% chegando a $165 milhões. Um crescimento de 1,6% no AFFO frente ao mesmo período performance $0,65 por ação ou $137 milhões contra 0,64 ou $138 milhões. Sim isso meso eles recompraram ações por isso mesmo caindo o AFFO o resultado por ação foi positivo.

O fundo vendeu 12 hotéis contabilizando um lucro bruto de $379 milhões e vendeu o Hilton Berlin sendo 40% de participação rentabilizando 610k. Vamos colocar os 10 hotéis com destaque do REIT:

  • Hilton Hawaiian Villa Waikiki Beach Resort – o crescimento na receita foi de 0,9% devido a um aumento de demanda.
  • New York Hilton Midtown teve uma queda de 1% devido a fraca demanda, se excluir os investimentos feitos na unidade teríamos um crescimento de 1,8%.
  • Hilton São Francisco Union Square teve uma queda de 0,7% devido a redução da demanda por uma diminuição de eventos de grupo com comparação com o ano anterior, juntamente com o rompimento da última fase de renovação de quartos no hotel que foi concluído no início de fevereiro. Não fosse esses eventos teria um crescimento de 0,2%.
  • Hilton Waikoloa Village crescimento de 9,5% devido ao aumento dos voos para Kona e demanda de eventos com grupos.
  • Hilton New Orleans Reverside teve um crescimento de 3,2% devido a um deslocamento mais forte na cidade apesar de um resultado ruim devido ao cancelamento de um evento importante na cidade em janeiro.
  • Hilton Chicago RevPar diminuiu 7,2% como resultado de uma diminuição na taxa de negócios em grupo em relação ao ano passado.
  • Hilton Orlando Bonnet Creek / Waldorf Astoria Orlando apresentaram o crescimento de 7,2% devido a um aumento da demanda e de eventos em grupo para empresas.
  • Casa Marina, A Waldorf Astoria Resort viu uma queda de 0,4% devido a uma redução na demanda transitória mas parcialmente compensado por um aumento forte nos negócios de grupos.

Essa compra adiciona a minha carteira de dividendo o valor de $56,76 isso convertido pelo dólar de hoje teria um crescimento na minha renda de dividendos na faixa de R$214,82.

Wal-Mart Stores Inc – WMT

Tivemos um resulto muito bom, poderíamos dizer excelente se olharmos os resultados anteriores do WMT. A receita total do WMT aumento de +4,4% indo para $122 bilhões de dólares nesse 1T19. Enquanto que o lucro por ação cresceu de forma robusta, indo para +14% batendo $1,14 nesse 1T2019 contra os $1,00 de 1T2018.

Olhando como uma lupa nos resultados podemos observar que as vendas USA tiveram um crescimento de 2,1% enquanto que o Sam`s Club que seria algo próximo ao nosso Atacarejo do Walt-Mart teve um crescimento de +5,6% apesar de ter sido impactado negativamente pela venda de Tabaco em aproximadamente -1,4%.

As vendas liquidas internacionais foram de $30 bilhões um aumento de +11,7%. Lembrando que temos aí os investimentos do WMT na JD.com (maior e-commerce chinês) e também um impacto positivo acerca da reforma tributaria do Trump. E-commerce que por sinal teve um crescimento de +33% quando comparado ao ano anterior.

Maiores empregadores de cada estado
Maiores empregadores de cada estado

Esse crescimento no E-commerce demonstra que o WMT vem conseguindo fazer um programa de contenção contra a Amazon, e tem conseguido reverter os resultados que vinham bem ruins nos últimos trimestres.

A Amazon é tida pelo mercado como uma Wal-Mart Killer, até eu já tive essa percepção no passado, mas depois da nova estratégia do WMT passei a confiar mais numa reviravolta desse jogo e acredito que a estabilidade de caixa do WMT em algum momento será decisiva na tomada de liderança do e-commerce. Basta vermos as mazelas que vem ocorrendo com a Tesla por não ter caixa pra cobrir os problemas na hora da necessidade.

Voltando ao WMT, além da estratégia de e-commerce que já abordei nesse post. Ele vem buscando ampliar seu crescimento buscando aquisições no mercado. Algumas de destaque são:

  • Compra da Flipkart Group: no inicio de Maio o WMT comprou o maior e-commerce da India pagando 16 bilhões por 77% da empresa. E iniciou investimentos de +2 bilhões em parceria com outros fundos para acelerar o crescimento futuro do Flipkart.
  • No final de abril ele anunciou o propósito de combinar as operações com uma das maiores rede de supermercados da Inglaterra o WMT iria se juntar com o Sainbury’s.
  • Vendeu as operações bancarias que possuía no Canada e no Chile focando ainda mais as forças no seu core que tem sido o varejo.

Bom, respondendo talvez a pergunta no inicio do post. Acho que os números apresentados pelo WMT por si só já dizem que não faz muito sentido despencar -20% na cotação, se os fundamentos continuam crescendo de forma robusta, a administração tem buscado crescimento e fazendo aquisições certeiras e parcerias importantes, leva-me a crer essa nada mais é que senão: uma boa oportunidade de comprar mais por menos.

Um exemplo da relação do mercado com o WMT

Essa compra adiciona a minha carteira de dividendo o valor de $18,72 isso convertido pelo dólar de hoje teria um crescimento na minha renda de dividendos na faixa de R$70,85.

Ao todo foram acrescentados na minha renda de dividendos $132,36 ou seja R$500,94 a mais por ano para somar na minha bola de neve.

Empresa Código Qtde
Wal-Mart Stores Inc WMT 9
Ventas Inc VTR 18
Park Hotels & Resorts Inc PK 33

Já atualizei a minha carteira com essa nova aquisição.

Enquanto isso…

 

 

 

 

 

 

O problema da Italia e a Zona do Euro

O problema da Italia e a Zona do Euro

Pesquisei um pouco mais, desde o último artigo que escrevi sobre o bloco da Uniao Europeia e como os italianos vem criticando o bloco em si. Acusando a Alemanha de se beneficiar além culparem o Euro pelos seus problemas.

Aproveitando o gancho que o nosso amigo Investidor Sócio bem salientou da discrepância econômica que vemos na região Norte, essa bem mais desenvolvida que a região Sul da Italia. Vamos tentar entender um pouco mais a fundo os problemas da economia Italiana.

Achei um paper bem legal, consulte aqui. O artigo “The Productivity Puzzle and Misallocation: An Italian Perspective” feito na London School of Economics and Political Science.

O artigo fala sobre o desenvolvimento econômico e produtividade da Itália desde 1993 (pode baixar o artigo não está em italiano e sim em inglês) e aproveita que o artigo tá fresquinho, saiu agora em Dezembro de 2017.

No paper mostra que ao longo do tempo a produtividade da industria global como um todo – mesmo Estados Unidos e Alemanha – vem apresentando um fraco resultado, porém a Itália tem sido muito abaixo da média das nações industrializadas.

Uma performance fraca de produtividade é freqüentemente relacionada ao resultado incorreto de capital e/ou força de trabalho. O capital ou as pessoas estão sendo empregados em fins pouco eficientes.

Isso pode ser mais evidenciado especialmente em setores que estão contra a forte competição tecnológica internacional. Confirmando o que dissemos no outro post.

Resolvi aprofundar um pouco sobre o problema Italiano nesse post, porque boa parte das mazelas que eles enfrentam, também podem ser percebidos no mercado Brasil.

Vocês podem ver que muitas coisas descritas abaixo são também enfrentadas na nossa economias, particularmente acho que a nossa situação bem mais complicada, o caso a situação deles é bem mais simples de se resolver que a nossa.

O paper ainda indica alguns outros pontos de fraqueza que podemos encontrar na economia italiana:

    • Ineficiência. Grandes empresas são, por seu tamanho, mais capazes de conseguir entrar numa competição global. Você pode até encontrar um ambiente mais produtivo dentro de pequenas empresas, pois essas costumam ter proporcionalmente mais funcionários competentes que as grandes empresas. No entanto, são demasiado pequenas para competição global.
    • Possuem muitas empresas familiares. Isso não é nada de novo que empresas familiares tendem a ser menos produtivas: há estudos que mostram que empresas familiares são mais cuidadosas na gestão e arriscam muito pouco. Duas categorias de empresas que são conhecidas como pouco produtivas: as familiares e estatais (essas últimas nós brasileiros conhecemos bem). No entanto, as empresas que estão sob controle de instituições financeiras, ou outros proprietários estrangeiros, tendem a ser muito mais produtivas.
    • Os empréstimos bancários desempenham um papel fundamental nessa balança. É dado muito crédito às empresas pouco eficientes e pouco crédito para empresas eficientes. Isso tem várias razões. Uma das razões que já referenciamos anteriormente é o fato de que empresas de tecnologia precisam de poucos investimentos em material que poderia ser aceito como garantia pelos bancos. Eu particularmente já enfrentei diversos problemas aí mesmo no Brasil em relação a conseguir recursos. Isso ocorreu lá no inicio da minha empresa, o banco precisava de bens para comprovar a captação de recursos, como vou apresentar bens se a minha empresa não precisava de nada disso para funcionar, no máximo uma salinha e poucos funcionários, postei um Twitter que explica bem isso, inclusive siga-me no twitter todo dia posto coisa nova lá. Enfim, essa questão dos bancos é um assunto muito interessante que irei abordar talvez na série meu próprio negócio. Este é provavelmente um dos maiores problemas da Itália: empresa inovadora com poucos recursos financeiros.


  • O efeito do Euro, conforme dito no artigo anterior, não é inteiramente claro no paper apresentado. No entanto empresas com pouco eficiência se aproveitaram da queda de juros na sequencia da introdução do Euro.
  • Vemos uma relação de parceria entre empresas e bancos, beneficiando o capital para empresas com pouca eficiência. Isso é particularmente destacado na Itália onde há décadas vemos essas relações estreitas entre bancos e empresas. Isso geralmente é muito prejudicial para o desenvolvimento da produtividade, empresas fracas com contratos e relacionamentos mais próximos com os bancos, tendem a obter mais créditos que empresas fortes e produtivas mas que não tenham relacionamentos estreitos com os bancos.

A fraqueza sustentada pela baixa produtividade da economia Italiana tem pouco a ver com o Euro, ou o uso real da politica monetária e fiscal.

Como podemos ver que esses problemas não desaparecem, mesmo quando o BCE alterou sua politica montearia, mas sim tem raizes nas ações mais populistas do governo Italiano. Deem uma lida nesse outro artigo de um economista alemão Daniel Gros PhD em economia pela Universidade de Chicago.

Há sugestões, há muito tempo, sobre como resolver esses problemas italiano. Medidas que incluem regras mais flexíveis no mercado de trabalho, desburocratização na criação de empresas, mudanças nas regras sobre estrutura das empresas, facilitando a entrada de investidores estrangeiros de private Equity ou IPOs.

Essas medidas não surtem efeito a curto prazo, se conferir no último gráfico que coloquei no artigo veja que essas mudanças executadas na economia alemã demoraram um tempo para começar a fazer seu efeito. Mas precisa-se começar a mexer agora para ver os resultados futuros, o que estamos percebendo que o governo italiano parece não demonstrar nenhuma vontade em mudar esse quadro.

Promoção Remessa Online

Pessoal, a Remessa Online está fazendo uma promoção para aquecer pro jogo de amanhã – Brasil X Costa Rica!

Quem fizer remessas HOJE paga apenas 1.0% no spread usando o voucher: viverdedividendos

Aproveitem e façam suas remessas!! Na segunda-feira volta tudo ao normal!

 

Papo de Dividendo #48: GOOGLE – JD – FXCOF – KO – DIS – T – MSFT – UN – TSLA

Papo de Dividendo #48: GOOGLE – JD – FXCOF – KO – DIS – T – MSFT – UN – TSLA

Vamos falar sobre o Google e seus investimentos no Google Shopping na China, falaremos sobre uma boa noticia para os acionistas da Coca, Disney e AT&T e uma não tão boa assim para quem é acionista da Unilever.

Nesse cast falamos da:

– GOOGLE
– JD.COM
– FOXCONN
– COCA COLA
– DISNEY
– AT&T
– MICROSOFT
– AMAZON
– WALMART
– UNILEVER
– TESLA

Você pode assinar o Feed do Podcast ali do lado ou utilizando esse link, é muito pratico e simples. Veja mais papos de dividendos.

Ao dar o play pode demorar alguns segundos até que o download  do áudio seja concluído.

Viver de Dividendos Papo de Dividendo #48: GOOGLE - JD - FXCOF - KO - DIS - T - MSFT - UN - TSLA
Like
0 plays
0 likes

Ex-Dividend Plus

Investe na bolsa americana e não sabe como identificar empresas fantásticas para colocar na sua carteira? O Ex-Dividend Plus é feito para lhe ajudar nos estudos de empresas da bolsa americana, temos diversas carteiras já montadas de empresas pré-selecionadas, são empresas fantásticas.

Além disto, trazemos o case de negócio de cada um dos ativos e mostrarmos a você na prática o que deve olhar e como procurar informações importante sobre as ações e REITs.

Como saber se o sócio vai dar certo – MN #20

Como saber se o sócio vai dar certo – MN #20

Vamos falar sobre sociedade e como conseguir um sócio ideal para o seu negócio. Eu acho muito importante você buscar um sócio para o seu negócio, porém tem algumas características importantes a serem observadas nesse novo empreendedor.

Quase todos os negócios que tive ao longo da minha vida, sempre tive sociedades, já enfrentei sócios de tudo quando é perfil, aprendi um pouco como analisar essas pessoas e levantei os pontos negativos que via em cada um, confira no video:

Enquanto isso…

 

Entenda o que é a série “Meu negócio”

Para aqueles que não conhecem a série “Meu negócio”: Tenho uma empresa de desenvolvimento de software, no qual comercializo um software para o pequeno varejo, entenda aqui como funciona o mercado de desenvolvimento de software.

Pouco depois do meado de 2016 entrei em contato com o meu principal concorrente na intenção de comprar o controle da sua empresa, veja aqui nesse vídeo. Durante a negociação acabamos fazendo uma fusão das duas empresas, veja aqui nesse vídeo mais detalhes sobre isso, com a intenção de montarmos uma empresa mais lucrativa e produtiva.

Com os acordos fechados, começamos o processo de reestruturação completa da empresa,  durante todas essas etapas estou fazendo vídeos e documentando tudo o que está ocorrendo. A intenção é servir de inspiração para outros que desejam entrar no mundo dos negócios e norte para aqueles empreendedores que já estão no meio da caminhada.

Geralmente você já deve ter lido uma serie de livros de empresários, falando como construíram suas empresas, como as tornaram tão lucrativas, você devia assim como eu ficar se perguntando, legal entendi a mensagem, mas na pratica como fazer… isso não vem escrito nesses grandes best-sellers. Aqui você poderá acompanhar todo esse processo rumo ao crescimento bem de perto, e ver na pratica como isso tudo funciona. Tudo aqui falado é real e ocorreu exatamente da maneira descrita.

Claro que teremos momentos que não acertaremos, vai ter hora que precisaremos corrigir o curso do navio, tanto os bons quanto os maus momentos serão aqui compartilhados. São coisas recentes, algo que aconteceu a alguns dias atras, algumas terão efeitos colaterais que nem mesmo vou saber quando estiver gravando. Agora dê o play, curta nosso vídeo, divulgue e se possível comente e venha aproveitar a aventura junto conosco!